quarta-feira, 4 de agosto de 2010

O que pode acabar com seu cabelo: mude seus hábitos já!!!

Hábitos para riscar da sua cabeça

Você nem percebe, mas algumas manias que fazem parte da sua rotina de cuidados com os cabelos podem arruinar os fios. Não erre mais!

Pressa na hora de secar
266-beleza-cabelo-cuidados-escova Fazer escova no cabelo excessivamente molhado faz com que os fios fiquem expostos mais tempo ao calor do secador e favorece a quebra.
Nova atitude: “Envolva todo o cabelo com a toalha e torça-o levemente, sem esfregar, para evitar o atrito”, ensina Déia Dios, do Ddios, em São Paulo. Só depois de retirar o excesso de umidade, recorra ao secador.
Misturar vários produtos para fazer hidratação
“Algumas mulheres apostam em um coquetel de tratamento, como ampola de vitamina C, de vitamina A, máscara... Ao adicionarem um produto mais oleoso a outro que tenha uma textura encorpada, o resultado é um mix pesado, capaz de provocar descamação, caspa e irritação no couro cabeludo”, alerta Charles Veiyga, do Ash Hair & Esthetics, em São Paulo.
Nova atitude: “Use um único creme potente ou, então, uma ampola de cada vez. Coloque o produto só nos fios (mantendo três dedos de distância da raiz). Essa regra só não se aplica a cabelos coloridos com tons superclaros, do tipo loiro-platinado, que sofrem com o ressecamento próximo do couro”, recomenda Charles.
Condicionador ou máscara nos fios encharcados
“Além de diminuir a eficácia do produto, faz com que ele migre para o couro cabeludo, provocando a oleosidade”, alerta a cabeleireira Julianne Farias, do salão Julita & Julianne, de Recife.
Nova atitude: lave com xampu, enxágue muito bem e elimine o excesso de água com a toalha. Só depois aplique o condicionador ou a máscara capilar, mecha por mecha. “Espere alguns minutos e enxágue muito bem”, recomenda Julianne. “Parece óbvio, mas muita gente ainda comete o mesmo erro. Produtos como condicionadores e máscaras não foram elaborados para permanecer no cabelo. Se a intenção for essa, o correto é optar por um leave-in”, complementa Debora Melro.

 

Saiba quais manias podem acabar com seus fios:

Do chuveiro para a rua
Fios úmidos absorvem poeira e poluição. O couro cabeludo também fica saturado com a umidade e os resíduos de produtos capilares.
266-beleza-cabelo-cuidados-fios-umidos Nova atitude: seque totalmente os fios antes de sair de casa. “Se estiver com pressa, em vez de lavar, apele para xampus a seco, que absorvem o excesso de óleo. Ou faça um rabo de cavalo”, indica Evandro Ângelo.

Chapinha mal utilizada
“Tirar o excesso de umidade com a toalha, deixar os cabelos secarem naturalmente e depois usar a chapinha pode fritar fios. Além disso, em cabelos crespos, exige várias passadas de prancha na mesma mecha, danificando a fibra capilar”, avisa Charles Veiyga.
Nova atitude: trabalhe com a escova e o secador e use a chapinha apenas para dar acabamento.

Colorir todo o cabelo a cada retoque de raiz
“Até alguns profissionais têm o hábito de sempre levar a coloração até as pontas no início do processo. Isso causa o acúmulo de pigmentação, o que dificulta a realização de mechas, por exemplo”, relata Glecianno Luz, do Espaço de Beleza Glecianno Luz, do Rio de Janeiro.
Nova atitude: peça ao profissional para retocar somente a raiz e, nos últimos cinco minutos finais do processo, “puxar” o produto para as pontas.

 

Tentar clarear cabelos tingidos com outra tinta
“Muita gente ainda acha que isso pode ser feito, mas é impossível”, conta Marco Antonio de Biaggi. Outro erro comum é deixar a tintura mais tempo do que o indicado para tirar proveito dos ativos ou, então, por um período menor para não escurecer tanto os fios. “Prolongar a aplicação não intensifica o resultado. E não respeitar o tempo de ação pode deixar o cabelo com uma cor de casca de cebola”, diz o cabeleireiro.
266-beleza-cabelo-cuidados-colorir-clarear-tinta Nova atitude: procure um profissional para orientá-la no processo de mudança. “Para clarear cabelos tingidos com um tom escuro, é preciso fazer luzes ou passar por um processo de decapagem”, explica Marco Antonio.
Tentar domar o volume e amansar os cachos com lavagens diárias
“Como os volumosos e cacheados geralmente não produzem oleosidade suficiente, o excesso de lavagem impede o óleo natural de chegar ao comprimento e às pontas”, explica Luciana Nilo, hairstylist do Clip Imagem, de Belo Horizonte.
Nova atitude: evite lavar todo santo dia. Impossível? Então intercale o uso do xampu normal com outro hidratante. “Para dar um up nos fios, use um leave-in suave, indicado também para cabelos finos e ondulados”, diz 266-beleza-cabelo-cuidados-volume-cachosLuciana.
Franja muito curta
Atenção para as proporções: se os fios estão bem compridos, evite deixar a franja curta demais. “Esse visual não favorece ninguém.
Nova atitude: “O ideal é mantê-la na altura das sobrancelhas quando o comprimento dos fios passa do nível do peito”, recomenda o cabeleireiro Mauro Freire, do salão de mesmo nome, em São Paulo.
Não conversar com o cabeleireiro
“Além das fontes de informação disponíveis (jornais, revistas, internet), é cara a cara com o profissional que você resolve suas dúvidas. Ele pode explicar a melhor forma de usar no dia-a-dia o que foi feito no salão, indicar produtos e técnicas adequadas para obter diferentes looks”, enumera Evandro Ângelo, do salão C. Kamura, em São Paulo.
266-beleza-cabelo-cuidados-franja-curta Nova atitude: não tenha medo de parecer desinformada. “Converse francamente com o cabeleireiro, peça dicas, conte suas experiências, relate suas dificuldades”, diz Evandro.

 

 

 

 

 

fonte: Por Carmen Cagnoni e Bel Ascenso / fotos do site http://elle.abril.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário