terça-feira, 20 de julho de 2010

Meninas hora de ler: Livros que a Mariah recomenda!

Antes de tudo quero dizer que sou APAIXONADA por livros mas, não tenho saco para livros entediantes. Claro, que o tipo de leitura que lhe atrai depende muito do seu perfil, do seu humor e sobretudo de como o livro foi escrito. Eu pelo menos odeio livros que ficam dando voltas e voltas e não sugerem ou insinuam nada, livros que não despertem aquela curiosidade típica de nós mulheres. Um livro que pra mim foi uma luta terminar de ler, se chama “Aos meus amigos” da Maria Adelaíde Amaral.

Eu curti bastante  a minissérie e fiquei louca para comprar o livro mas quando começei a ler, minha nossa! Como isso se arrastou e eu me obriguei a ler aquilo até o final. Mas, há quem adore o adore e, devo admitir que este foi escrito com muita inteligência. Talvez tenha sido por isso que não gostei tanto, gosto de livros menos sérios, que tenham um certo humor, que sejam menos “pessados”.Embora na minha lista tenhas livros altamente sérios e tristes. Especialmente hoje terminei de ler um livro lindo e sutilmente “ingênuo”, bom, ele transmite isso, pelo menos para mim. “O Menino do Pijama Listrado” de  John Boyne, excelente e sutilmente emocional.

Pensando em todos os maravilhos livros, os quais já li, e aqueles outros nem tanto maravilhosos e até mesmo péssimos, resolvi fazer aqui um top 10 e acredite, foi muito dificil escolher esses dez mais.

Tá bom, talvez essa ordem mude porque realmente sinto muita dúvida em fazer isso. Amo todos esses livros, de verdade!

1. Os Delírios de Consumo de Becky Blomm (Sophie Kinsella);

becky OS DELÍRIOS DE CONSUMO DE BECKY BLOOM é um pouco da história de todas as pessoas para as quais comprar é quase uma terapia, a resposta para todos os problemas, mesmo criando outros piores ainda. Entre eles, inventar a próxima desculpa para o gerente do banco: - "Meu pé quebrou! Você não recebeu meu cheque? Meu cachorro morreu!", são alguns dos argumentos usados por Becky para enrolar seu gerente Derek Smeath.
Mas a personagem de Sophie Kinsella não é apenas uma "material girl" que só pensa em dinheiro e futilidades. Rebecca é sensível, carinhosa e extremamente otimista. Com essas qualidades, ela vai fazer de tudo para resolver seu problema. Primeiro, tenta reduzir seus gastos a zero, o que logicamente, não funciona. Diante disso, ela resolve que precisa ganhar mais dinheiro, mesmo sabendo que seu emprego está ameaçado. Nos delírios de consumo de Becky, todos os seus problemas se resolveriam de imediato ao ganhar na loteria, ou se um completo estranho pagasse sua conta do Visa - por engano, claro.
Como se não bastasse, em meio a tanta confusão, Becky ainda arruma tempo para se apaixonar pelo sedutor - e expert em finanças - Luke Brandon. OS DELÍRIOS DE CONSUMO DE BECKY BLOOM é um divertido romance, que retrata com perfeição grande parte das mulheres que conhecemos.

 

2. O Xangô de Backer Street (Jô Soares);

xango Um violino Stradivarius desaparecido, algumas orelhas cortadas e seus respectivos cadáveres trazem o famoso Sherlock Holmes ao Brasil, por recomendação de sua não menos famosa amiga Sarah Bernhardt. Porém aquilo que parecia um pequeno e discreto caso imperial transforma-se numa saga cheia de perigos, tais como feijoadas, vatapás, mulatas, intelectuais de botequim, pais-de-santo e cannabis sativa. Sem falar, é claro, dos crimes do primeiro serial killer da história, que executa seu sinistro plano nota a nota, com notável afinação e precisão de corte.O britânico e intrépido detetive e seu fiel e desconfiadíssimo esculápio vivem então no Rio de Janeiro a aventura de Sherlock Holmes que Conan Doyle se excusou de contar - por motivos que ficarão bastante óbvios -, mas que para felicidade do leitor brasileiro Jô Soares resgata neste romance implacável e impagável.

3. Laços Eternos (Zibia Gaspareto);

 laçosRomance Mediúnico ditado por Lucius. A vida usa a reencarnação para nos mostrar que o amor é a força motriz da vida fundindo-se no Todo, em laços indestrutíveis pela eternidade.

 

 

4. O Diabo Veste Prada (LAUREN WEISBERGER);


prada

 

Neste irresistível romance, o leitor irá conhecer Andrea Sachs, uma jovem recém-formada que conquista um emprego que deveria deixar roxas de inveja milhares de garotas: o de assistente de Miranda Priestly, reverenciada editora da revista Runway Magazine, a mais bem-sucedida revista de moda do momento. Logo ela percebe, porém, que o emprego pelo qual um milhão de meninas dariam a vida para ter pode simplesmente acabar com a dela.

 

 

 

5. O Código da Vinci (Dan Brown);

Um assassinato dentro do Museu do Louvre, em Paris, traz à tona uma sinistra conspiração para revelar um segredo que foi vinciprotegido por uma sociedade secreta desde os tempos de Jesus Cristo. A vítima é o respeitado curador do museu, Jacques Saunière, um dos líderes dessa antiga fraternidade, o Priorado de Sião, que já teve como membros Leonardo da Vinci, Victor Hugo e Isaac Newton.
Momentos antes de morrer, Saunière deixa uma mensagem cifrada que apenas a criptógrafa Sophie Neveu e Robert Langdon, um simbologista, podem desvendar. Eles viram suspeitos e em detetives enquanto tentam decifrar um intricado quebra-cabeças que pode lhes revelar um segredo milenar que envolve a Igreja Católica.
Apenas alguns passos à frente das autoridades e do perigoso assassino, Sophie e Robert vão à procura de pistas ocultas nas obras de Da Vinci e se debruçam sobre alguns dos maiores mistérios da cultura ocidental - da natureza do sorriso da Mona Lisa ao significado do Santo Graal. Mesclando os ingredientes de um envolvente suspense com informações sobre obras de arte, documentos e rituais secretos, Dan Brown consagrou-se como um dos autores mais brilhantes da atualidade.

 

 

6. O Caçador de Pipas (Khaled Hosseini);

Grande sucesso editorial nos Estados Unidos em 2004, onde vendeu mais de 2 milhões de cópias, O caçador de pipas pipasconta a história de Amir, um afegão há muito imigrado para os Estados Unidos, que se vê obrigado a acertar as contas com o passado e retorna a seu país de origem. O ponto de partida do livro é a infância do protagonista, quando Cabul ainda não era a capital do país que foi invadido pela União Soviética, dominado pelos talibãs e subjugado pelos Estados Unidos.
O caçador de pipas está presente na lista dos mais vendidos pelo New York Times e Publishers Weekly há mais de um ano, com publicação em 29 países, além de venda dos direitos para o cinema, com filme a ser produzido pela DreamWorks e dirigido por Sam Mendes, de Beleza Americana.

 

 

 

7. Cidade do Sol (Khaled Hosseini);

Mariam tem 33 anos. Sua mãe morreu quando ela tinha 15 anos e Jalil, o homem que deveria ser seu pai, a deu em casamento a Rasheed, umsol sapateiro de 45 anos. Ela sempre soube que seu destino era servir seu marido e dar-lhe muitos filhos. Mas as pessoas não controlam seus  destinos.
Laila tem 14 anos. é filha de um professor que sempre lhe diz: "Você pode ser tudo o que quiser." Ela vai à escola todos os dias, é considerada uma das melhores alunas do colégio e sempre soube que seu destino era muito maior do que casar e ter filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos.
Confrontadas pela História, o que parecia impossível acontece: Mariam e Laila se encontram, absolutamente sós.
E a partir desse momento, embora a História continue a decidir os destinos, uma outra história começa a ser contada, aquela que ensina que todos nós fazemos parte do "todo humano", somos iguais na diferença, com nossos pensamentos, sentimentos e mistérios.

 

 

8. Anjos e Demônios (Dan Brown);

Antes de decifrar 'O Código Da Vinci', Robert Langdon, o famoso professor de simbologia de Harvard, vive sua primeira aventura em 'Anjos e anjos Demônios', quando tenta impedir que uma antiga sociedade secreta destrua a Cidade do Vaticano. Às vésperas do conclave que vai eleger o novo Papa, Langdon é chamado às pressas para analisar um misterioso símbolo marcado a fogo no peito de um físico assassinado em um grande centro de pesquisas na Suíça. Ele descobre indícios de algo inimaginável - a assinatura macabra no corpo da vítima - um ambigrama que pode ser lido tanto de cabeça para cima quanto de cabeça para baixo - é dos Illuminati, uma poderosa fraternidade considerada extinta há quatrocentos anos. A antiga sociedade ressurgiu disposta a levar a cabo a lendária vingança contra a Igreja Católica, seu inimigo mais odiado. De posse de uma nova arma devastadora, roubada do centro de pesquisas, ela ameaça explodir a Cidade do Vaticano e matar os quatro cardeais mais cotados para a sucessão papal. Correndo contra o tempo, Langdon voa para Roma junto com Vittoria Vetra, uma bela cientista italiana. Numa caçada frenética por criptas, igrejas e catedrais, os dois desvendam enigmas e seguem uma trilha que pode levar ao covil dos Illuminati - um refúgio secreto onde está a única esperança de salvação da Igreja nesta guerra entre ciência e religião. Em 'Anjos e Demônios', Dan Brown demonstra novamente sua extraordinária habilidade de entremear suspense com fascinantes informações sobre ciência, religião e história da arte, despertando a curiosidade dos leitores para os significados ocultos deixados em monumentos e documentos históricos.

 

9. Preciosa (Sapphire);

A adolescente do Harlem Claireece Precious Jones é obesa, analfabeta e está grávida pela segunda vez de seu pai. Vítima de constantes abusospreciosa físicos e psicológicos por parte da mãe, seu encontro com uma professora batalhadora a apresentará um mundo novo, onde poderá expressar seus sentimentos e recuperar sua voz e dignidade.

 

 

 

 

 

10. Assassinatos na Academia Brasileira de Letras (Jô Soares);

Valendo-se da graça e irreverência de um dos mais famosos entrevistadores da televisão brasileira, Assassinatos na Academia Brasileira de Letras de Jô Soares, reúne ficção e fatos reais numa trama envolvente. O ano é 1924 e a cidade é o Rio de Janeiro. O cassino do Copacabana academia Palace foi inaugurado e o glamour e sofisticação já estavam presentes em Ipanema desde então. Era pelo centro da cidade maravilhosa que circulava a alta sociedade e os grandes intelectuais em atividade em nosso país. Mal sabem estes pensadores que um serial killer está à solta, exterminando somente um tipo de vítima: os membros da prestigiada Academia Brasileira de Letras.
Mas quais os motivos que levam alguém a cometer um ato insano contra homens que se reúnem todas as tardes de quinta-feira para tomar chá com bolo?
Os crimes que acontecem neste livro não se tratam, apesar de todos os imortais mortos, de um ajuste de contas com os cânones bem pensantes de bem escrever pátrio. O assassino não é um crítico ou um leitor mais exigente, mas alguém que age envolto ao mistério da trama. Os Imortais da Academia Brasileira de Letras morrem em cartões-postais do Rio. Sem sangue. Estrebucham aparentemente do nada. No bondinho do Corcovado, no altar da igreja da Candelária. A brincadeira proposta por Jô é fazer com que o leitor, no meio de várias pistas, descubra qual é a verdadeira e identifique o criminoso.
Jô espera que os imortais de hoje percebam que é um romance de humor, e que, se for pra morrer, que seja de rir. Assassinatos na Academia Brasileira de Letras com seus personagens caricatos e sua mescla de ficção com realidade na medida certa, para não alterar fatos históricos, prende o leitor até a última página.

Fonte da resenha: americanas.com/ submarino.com.br

3 comentários:

  1. Cara,esse blogger está muito maneiro ! Você e sua assistente estam de Parabéns ! Amei .... e vocês colocaram um livro que eu gostei muito de ler, que é 'Os Delírios de Consumo de Becky Blomm (Sophie Kinsella)'

    ResponderExcluir
  2. destes livros o que mais gostei
    e devorei, foi anjos e demonios.
    mto show!

    ResponderExcluir
  3. Os delirios de consumo muito engraçado! hehehe

    ResponderExcluir